Paciente dirá o que precisa melhorar no Hospital Municipal da Brasilândia

Iniciativa do IMED rompe barreiras culturais em busca de uma saúde centrada na expectativa do usuário do SUS na cidade de São Paulo

0

O Hospital Municipal da Brasilândia (HMB) Adib Jatene, na Zona Norte de São Paulo, está dando um passo a mais na melhoria da qualidade do atendimento com o lançamento do projeto “Experiência do Paciente”. A iniciativa do Instituto de Medicina, Ensino e Desenvolvimento (IMED) traz para o HMB uma abordagem conhecida como clientecentrismo, até então mais comum em hospitais particulares. A proposta é adaptar o processo ao contexto do Sistema Único de Saúde (SUS), elevando os padrões de atendimento e proporcionando uma experiência centrada no paciente.

HMB - Hospital Muncipal da Brasilândia | Experiência do Paciente | IMED - Instittuto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento
Érika Ortolan, Diretora médica do IMED (Divulgação/IMED)

“Estamos conscientes de que esta é uma mudança monumental. Esse compromisso com uma visão centrada no paciente transformará a assistência a saúde no HMB”, avalia a diretora médica do IMED, Érika Ortolan. Ela coordena o projeto que começou com uma apresentação para gestores e líderes de equipe no Hospital da Brasilândia.

Leia Também
1 De 400

O paciente e seus acompanhantes são ouvidos em vários momentos e essa opinião é levada em conta no planejamento diário das ações e na avaliação dos profissionais. Isso porque existe uma correlação positiva entre a experiência do paciente e sua melhora clínica, resultando também em indicadores mensuráveis de qualidade na prestação de serviços de saúde.

Prática

Pesquisa Semiestruturada: A equipe pergunta a opinião de pacientes e familiares sobre as informações recebidas sobre o problema ou tratamento que faz no HMB, refeições, instalações, o atendimento recebido e possíveis sugestões de melhorias.

Relatórios Diários: As ações realizadas ao longo do dia geram relatórios para identificar problemas, sejam pontuais ou sistemáticos, permitindo correções imediatas.

Avaliação Constante: os dados trazidos buscam entender as expectativas dos pacientes e avaliar os resultados. As ações diárias geram mudanças nos processos, especialmente quando as queixas se repetem.

Impacto

Segundo a médica, o processo promove uma mudança cultural significativa no ambiente hospitalar, humanizando esse espaço, enfatizando que os pacientes não são apenas casos clínicos, mas indivíduos com necessidades físicas, emocionais e sociais. E neste modelo todos tendem a ganhar. “A experiencia do paciente alia a qualidade na assistência, com a segurança do paciente, com a melhor experiencia na jornada da internação”, resume Erika

A mudança cultural é uma jornada diária que envolve todos os colaboradores. A primeira aula do projeto foi para os líderes que têm a missão de difundir o conceito e motivar as equipes a colher os depoimentos.

HMB

O Hospital Municipal da Brasilândia Adib Jatene é um dos mais modernos da capital paulista.

Inaugurado em 2020, está sob a gestão do IMED (Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento) há 20 dias.  A ampliação do atendimento, e a inclusão de novas especialidades médicas são os principais compromissos da nova administração. Os números são promissores: dos atuais 204 leitos, a capacidade do Hospital está prevista para quase dobrar, atingindo a marca de 359 leitos em 180 dias. Nesta semana começa a funcionar um novo serviço, o de endoscopia.

IMED

Criado em 2013, o Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED) é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que presta serviços na área de saúde. Atualmente, é responsável pela gestão do Hospital Estadual de Urgência de Trindade (HETRIN), do Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN) e do Hospital Estadual de Formosa (HEF), todos em Goiás, além do Hospital Municipal da Brasilândia Adib Jatene (HMBAJ), em São Paulo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Show Buttons
Hide Buttons