Hospital Estadual de Formosa aprimora assistência com participação no CONAPARTO

Evento de renome impulsiona especialização da equipe e aprimoramento dos cuidados prestados a gestantes e parturientes

0

O Hospital Estadual de Formosa (HEF), unidade do governo de Goiás com administração do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED), tem sido amplamente reconhecido como referência na promoção da humanização do parto em Formosa e no entorno do Distrito Federal. A unidade, que neste ano celebrou o marco de 3 mil partos realizados sob a gestão do IMED, conta com uma equipe aplicada quando o assunto é aperfeiçoar o atendimento. O conhecimento, aplicação de técnicas e a dedicação desempenham um papel fundamental para o sucesso de toda equipe, além de impactar diretamente na entrega de uma assistência de alta qualidade com foco na humanização.

Com esse objetivo, Mariana Granado, coordenadora de enfermagem do centro obstétrico (CO) e Alojamento Conjunto (Alcon) do HEF, participou do Congresso Nacional de Assistência ao Parto – CONAPARTO, evento que reúne profissionais de saúde comprometidos com a assistência à mulher e sua família durante a gestação, parto e pós-parto, com o objetivo de proporcionar uma experiência segura e baseada em evidências científicas.

O conhecimento adquirido no CONAPARTO e em eventos semelhantes é fundamental para aprimorar as práticas de atendimento e a qualidade da assistência prestada. Iniciativas como essa mostram o compromisso constante em elevar os padrões de cuidados de saúde na unidade, beneficiando diretamente as pacientes atendidas.

Leia Também
1 De 388

Para Mariana Granado a participação no CONAPARTO é um testemunho do compromisso em promover a excelência na assistência ao parto, além de ser um investimento em conhecimento para transmitir a equipe do HEF e somar ainda mais com todo empenho que tem sido feito.

“A experiência foi de fato muito enriquecedora. Tudo que foi ministrado no CONAPARTO reafirma aquilo que já colocamos em prática no hospital. Vemos então um esforço voltado para humanização, desde o momento em que a mulher é admitida, onde fazemos a preparação da paciente, com informações importantes e dando nosso apoio como equipe, até o momento do parto e pós-parto. Estar em contato com outros profissionais e aprender mais sobre esse assunto nos faz olhar para o trabalho com novos olhos, nos dá novas ferramentas e ideias para continuar o bom trabalho que já temos feito”, relata Mariana.

Apoio e informação: clareza nas escolhas

O apoio emocional e a informação desempenham um papel crucial no parto, contribuindo para uma experiência mais positiva e segura, dando autonomia a gestante e promovendo a humanização do processo. É importante que gestantes e suas famílias tenham acesso a recursos e profissionais que ofereçam esse suporte durante o parto. Para Mariana, esse vínculo criado com a paciente é determinante, pois cria um relacionamento de confiança e amparo.

“Nós estamos aqui para que aquele momento seja único na vida dela. Com algumas técnicas conseguimos quebrar os ciclos do medo e o resultado é um trabalho de parto mais tranquilo e uma paciente mais feliz. Esse é o nosso compromisso. A idealizadora do CONAPARTO, Laura Padilha, tem uma fala que nos marca: “Que todas as mulheres possam dar à luz aos seus filhos sem medo”. Trazer mais essa bagagem de conhecimento para a equipe nos renova e nos inspira a fazer ainda mais”, afirma Mariana Granado”.

HEF - Hospital Estadual de Formosa | Centro obstétrico | CONAPARTO

A informação é essencial para que a gestante e sua equipe de saúde possam tomar decisões importantes durante o parto. Conhecer os riscos, benefícios e alternativas de diferentes intervenções permite que a gestante participe ativamente nas escolhas que afetam seu parto e isso ajuda a garantir que o parto seja uma experiência respeitosa, centrada na gestante, baseada em evidências científicas e livre de intervenções desnecessárias.

Oferecer assistência humanizada no Sistema Único de Saúde (SUS) é crucial para promover a equidade no acesso à saúde, reduzir desigualdades, melhorar a saúde materna e neonatal, empoderar as gestantes e promover uma cultura de respeito no parto. Isso se alinha com a missão do SUS de garantir atendimento de qualidade e acessível para todos os cidadãos brasileiros.

 

Assessoria de Comunicação do HEF

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Show Buttons
Hide Buttons