Conheça 10 tendências de automação para o setor de hospitalidade

Hotéis e hospitais estão investindo em diferentes tecnologias para ampliar a estrutura voltada à automação, visando melhorar a gestão e a experiência de hóspedes, pacientes e acompanhantes

0

25/07/2023 – Estima-se que quase 9 a cada 10 negócios (85%) esperam ampliar a automação nos próximos dois ou três anos, de acordo com uma pesquisa do Instituto Gartner. A perspectiva é que 70% das empresas vão implementar algum tipo de estrutura de automação visando aumentar a flexibilidade e a eficiência até 2025 – um crescimento de 20% em relação a 2021. Entre eles, encontram-se serviços que operam com hospitalidade, caso de hotéis e hospitais.

Além da tecnologia ampliar o conforto de clientes e oferecer uma experiência de mais qualidade, ela é capaz de prover uma miríade de dados que, se forem devidamente processados e analisados, permite às instituições tratar assertivamente seus processos, seja na identificação de ineficiências, seja na otimização e na ampliação da eficiência operacional dos fluxos. Trata-se de uma verdadeira revolução na qualidade e no desempenho.

Na área hospitalar, a adoção de inteligência artificial e robótica deve atingir US$ 102,7 bilhões em 2028, o que representa um crescimento anual de 47,6% a partir deste ano, segundo a consultoria Markets & Markets. “Essas tecnologias otimizam em até 30% o trabalho das equipes assistenciais, que podem se dedicar em atividades mais nobres e estratégicas, iniciando atendimento e acolhimento de imediato”, afirma o Client Success da Evolutix, André Santini.

Leia Também
1 De 386

Para os hotéis, a projeção também é positiva. Estima-se que este mercado de hospitalidade ultrapasse US$ 1,2 bilhão, com um crescimento de 9,7% entre 2021 e 2026. “Entre os hotéis, a automação dá autonomia para que o hóspede controle o seu quarto: conforto térmico, dispositivos (como cortinas) e TVs, além da segurança de acesso e de uma relação transparente e facilitada com as efsantiniquipes relacionadas ao atendimento e à manutenção, por exemplo”, ressalta Santini.

Na prática, ao contrário do que se imagina, a automação consegue aproximar a equipe dos hóspedes. “Por meio de recursos como pedidos ou videochamadas, é possível ter um atendimento mais fácil, rápido e próximo. Soma-se a isso ainda a transparência de prazos por meio de acordos de nível de serviços claros”, esclarece o Client Success da Evolutix.

No segmento de hospitalidade, o propósito está em conseguir desonerar a equipe de atendimento de tarefas que podem ser substituídas pela tecnologia, permitindo que se foquem em incrementar a experiência do seu cliente. “Embora os pacientes, seus acompanhantes e os hóspedes tenham objetivos diferentes em cada local, ambos procuram a garantia de ser bem-atendidos dentro das especificidades de cada momento”, diz Santini.

Mas quais são as tendências para os dois setores pensando em 2024? Confira as dias de André Santini.

– Integração completa: Quando se trata de automação, as aplicações são diversas na área de hospitalidade e uma plataforma agnóstica é um diferencial, visto que é capaz de se integrar a várias tecnologias, sistemas ou fornecedores. Isso resulta em mais flexibilidade, escalabilidade e integração, diminuindo a dependência de fornecedores específicos e criando diversas possibilidades futuras.

– Registro de pacientes e hóspedes automatizado: A automação facilita o registro de pacientes, com sistemas eletrônicos de prontuário médico que permitem o acesso rápido e seguro às informações do paciente, histórico médico e resultados de exames. No caso de hotéis, até mesmo quiosques de autoatendimento podem trazer autonomia no check-in e check-out, eliminando filas e tempo de espera.

– Monitoramento remoto e dispositivos vestíveis: A partir de sistemas específicos e Internet das Coisas, a automação permite o uso de dispositivos vestíveis e sensores para monitorar remotamente os pacientes, coletando dados vitais e fornecendo alertas em tempo real para os profissionais de saúde. Isso resulta em um atendimento mais eficiente e personalizado.

– Segurança: Em vez de chaves tradicionais, a adoção de fechaduras eletrônicas ou aplicativos móveis libera o acesso aos quartos somente para pessoas autorizadas, seja a equipe do estabelecimento ou os acompanhantes no caso de hospitais. Além disso, esta tecnologia colabora fortemente para o acompanhamento online de níveis de serviços, oferecendo transparência total das atividades realizadas por colaboradores internos ou terceirizados.

– Automação de serviços de quarto: Tanto hotéis quanto hospitais estão implementando sistemas automatizados para solicitação de serviços de quarto, como pedidos de alimentos e bebidas, limpeza ou manutenção. Isso transforma completamente a experiência dos clientes, permitindo que possam desfrutar de sua estadia ou recuperar plenamente a sua saúde.

– Automação de tarefas administrativas: Cada estabelecimento conta com suas especificidades da rotina. A automação permite que as tarefas administrativas, como gerenciamento de estoque, gestão de equipes, segurança e manutenção, sejam otimizadas. Com isso, o foco está em melhorar a experiência de pacientes e hóspedes.

– Gestão de recursos e energia: A instituição pode gerenciar recursos hídricos e energéticos. Uma vez que estejam devidamente integrados ao sistema, abre-se a oportunidade de cruzar informações de oferta e de demanda para gerenciar remotamente de modo otimizado e econômico estes recursos.

– Confidencialidade: O estabelecimento pode assegurar aos hóspedes e aos pacientes que seus dados de credenciais de serviços de streaming sejam tratados com total confidencialidade e segurança. Isso ocorre de modo integrado ao ciclo de vida da estadia e sem intervenção humana ao longo do processo.

– Experiência e expectativa: Especialmente no caso das instituições hospitalares, onde a estadia é compulsória, gerenciar a expectativa e a experiência é fundamental, seja através da transparência total de indicadores de melhoria (agendas, exames e planos de tratamento) ou da coleta sistemática e objetiva da opinião e da satisfação de pacientes e acompanhantes.

– Equipe de apoio: Deve-se compartilhar com o cliente de forma clara quem e quais pessoas compõem o time que está apoiando sua estadia, provendo mecanismos facilitados de contato, tais como videochamadas. São possibilidades que ajudam a tornar o processo de atendimento mais humano e próximo, fortalecendo o conforto e a conexão emocional por meio da tecnologia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Show Buttons
Hide Buttons