Hetrin, HEF e HCN participam da formação de auditores para Classificação de Risco pelo Sistema Manchester

A capacitação pelo Sistema Manchester é realizada por meio da Educação Corporativa do IMED e irá formar 18 auditores

0

Os hospitais estaduais de Trindade (Hetrin), Formosa (HEF) e Centro-Norte Goiano (HCN), unidades do Governo de Goiás, realizaram na quarta-feira (5/04) a terceira fase do curso de Classificação de Risco pelo Sistema Manchester. A capacitação é feita por meio da Educação Corporativa do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED), Organização Social responsável pela gestão das unidades.

O objetivo da iniciativa é capacitar os profissionais para que eles possam aplicar o método de auditoria e sistematizar as orientações internas para uniformizar e orientar a execução do protocolo. De acordo com o Grupo Brasileiro de Classificação de Risco (GBCR), única instituição do país credenciada no Manchester Triage Group, a consolidação de um método sólido de auditoria é essencial para a continuidade de qualquer metodologia normalizada, visto a necessidade de demonstrar sua reprodução entre profissionais em seus setores de serviço.

“Observamos que é absolutamente essencial que exista um sistema de classificação de risco implementado para assegurar que os pacientes sejam atendidos por ordem de necessidade clínica, não por ordem de chegada. Pensando nisto, as unidades vêm trabalhando com o sistema de classificação de risco desde a formação dos classificadores em janeiro de 2023”, pontua Roseli Lopes, enfermeira da Educação Permanente.

Leia Também
1 De 386

Para ser reconhecido como auditor interno do protocolo, o profissional da instituição precisa ter realizado o treinamento, bem como ter sido aprovado na primeira e na segunda etapas. Após conclusão, ele estará apto e será nomeado, pela direção da unidade, para efetuar o curso de auditoria interna nos setores de atuação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Show Buttons
Hide Buttons