Bairros planejados dão o tom da retomada imobiliária, afirma José Maurício Caldeira, da Asperbras

1

Bairros planejados dão o tom da retomada imobiliária, afirma José Maurício Caldeira, da Asperbras, de José Roberto ColnaghiGrupo empresarial prepara grandes lançamentos em 2018

A tradição da Asperbras de entregar empreendimentos com toda a infraestrutura pronta e com ênfase no urbanismo e na sustentabilidade volta com força neste ano. Atuante em diversos ramos da economia, a empresa apostou suas fichas no setor imobiliário como forma de superar a crise econômica.

“A crise não acabou, mas estamos saindo dessa fase”, afirma José Maurício Caldeira, da Asperbras. Integrante do conselho da Aspebras Holding e acionista do grupo, ele anuncia novas lançamentos em 2018.  A Aspebras Empreendimentos, braço do grupo no setor imobiliário lançará neste ano três empreendimentos, em Birigui e Araçatuba (SP) e em Dourados (MS), que totalizam cerca de duas mil unidades.

Leia Também
1 De 268

Com atuação no setor desde 1993, a empresa estreou com o  Residencial Fernanda, em Penápolis (SP), cidade natal dos fundadores da corporação, Francisco e José Roberto Colnaghi.

O sucesso da operação incentivou novas iniciativas bem-sucedidas: Jardim Tropical (1996), Ana Paula (2001), Regina Célia (2003) e Flávia (2007) também em Penápolis. Também em 2007, foi a vez de Barueri, que recebeu os condomínios Verone I e II, além do Shopping Plaza Avenida São José do Rio Preto, naquela cidade paulista.

A empresa chegou em Marília (SP) em 2008, quando construiu o Florença Marília. A capital de São Paulo ganhou o condomínio Spazio Morumbi, em 2009. Após um de cinco anos o grupo voltou a investir no segmento. Em 2014,  construiu o Portal das Primaveras, novamente em Penápolis.

A Asperbras Empreendimentos segmentou seus produtos imobiliários em três bandeiras. Felisa, que foca o mercado popular; Adisa, voltado à classe média e Aleia, que tem como alvo um público de poder aquisitivo elevado.

URBANISMO INTEGRADO

“Independentemente do público alvo, há atenção especial ao projeto de urbanismo.  Quando a Felisa lançou o Portal das Primaveras, por exemplo, o público comprou lotes que variavam entre 250 m² a 370m² próximos a escola, UBS (Unidade Básica de Saúde) e linhas de ônibus já instaladas”, ressaltou Caldeira.

“Acredito bastante no desenvolvimento, principalmente de produtos que venham para diferenciar o seu propósito, que são bairros planejados, bairros voltados para classes, estruturas definidas, vias de acesso”, salienta o empresário.

Nos próximos cinco anos,  serão promovidos lançamentos que também contemplam Birigui, Araçatuba e Dourados, além de projetos nas cidades de em Marília e Ribeirão Preto, ambas em São Paulo, e Cuiabá, no Mato Gosso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

1 comentário
  1. angeloribeirolima Diz

    Esperando pela retomada do setor imobiliário. Espetro que aconteça de fato, pois até agora não creio que tenha mudado.

Show Buttons
Hide Buttons